Blog do Robson

WTW INTENT CABEADA

Image and video hosting by TinyPic

Compartilhamento:

domingo, 25 de dezembro de 2016

Avião militar russo cai no mar Negro com 92 pessoas a bordo, na madrugada deste domingo (25)

Avião é do mesmo modelo que este, fotografado em janeiro de 2001
Do UOL, em São Paulo
Um avião militar que seguia para a Síria caiu no mar Negro com 92 pessoas a bordo, segundo informações do Ministério da Defesa da Rússia.

As equipes de resgate já encontraram destroços do avião, informaram veículos de imprensa russos.

Inicialmente, as agências russas reportavam 91 pessoas a bordo, informação corrigida pela Força Aérea russa.

Os destroços foram localizados no mar, a uma profundidade de entre 50 e 70 metros, enquanto os serviços de emergência não acharam por enquanto sobreviventes na região, acrescentaram as fontes.

O aparelho, modelo Tupolev-154, com 83 passageiros e oito tripulantes, tinha decolado às 5h20 (horário local, 0h20 em Brasília) do aeroporto de Sochi, balneário às margens do Mar Negro, e 20 minutos depois desapareceu dos radares.

A bordo do avião viajavam militares e integrantes do coro e conjunto de dança Alexandrov, do Exército russo, que iam participar das festividades de Ano Novo na base aérea síria de Khmeimim, onde a Rússia tem um agrupamento de aviões de guerra.

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, disse que o presidente russo, Vladimir Putin, foi informado imediatamente do fato.

Fontes dos serviços de emergência indicaram que o Tu-154 procedia de Moscou e tinha feito escala no aeroporto de Sochi para reabastecer. (Com EFE e AFP)

O presidente do comitê do Conselho da Federação para a defesa e segurança, Viktor Ozerov, afirma que não há nenhuma hipótese de ter sido um atentado, apontando para uma falha técnica ou erro de pilotagem como causas do acidente.

"Eu nem considero a hipótese de um atentado. É um avião do Ministério da Defesa, estava no espaço aéreo da Federação da Rússia, tal cenário não é possível ", afirmou Ozerov.

O representante oficial do Ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov, disse que uma comissão encabeçada pelo vice-ministro da Defesa russo, general Pavel Popov. partiu para Adler (região na cidade de Sochi de onde partiu o avião) para acompanhar a investigação do caso.

Entre os passageiros a bordo estava um grupo de músicos que planejava felicitar os militares russos na Síria pelo Ano Novo e vários jornalistas dos principais canais de TV, tais como o Pervy (Primeiro Canal em russo). A assessoria de imprensa do canal já comunicou os nomes dos jornalistas que seguiam no avião: o correspondente Dmitry Runkov, o operador Vadim Denisov e o operador de som Aleksandr Soydov. Outro canal russo, Zvezda (Estrela) também afirmou que a bordo viajavam um grupo de filmagem composto por três pessoas, além dos músicos do Ensemble Aleksandrov, um coro militar das Forças Armadas Russas fundado ainda na época da União Soviética. 

http://noticias.uol.com.br/