Blog do Robson

WTW INTENT CABEADA

Image and video hosting by TinyPic

Compartilhamento:

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Deicor flagra assalto com reféns em bar de Pirangi do Sul

Nesta terça-feira (27), uma equipe de polícia civil da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) flagrou um assalto em um bar localizado em Pirangi do Sul, onde cinco pessoas estavam amarradas com cinturões e fios de ventilador, sendo essas reféns de dois homens que estavam cometendo o crime. O fato ocorreu após o recebimento de denúncias acerca de um assalto que ocorreria em um mercadinho em Pirangi do Norte.

Policiais da Deicor se dirigiram ao local, onde fizeram campana, no entanto, depois de averiguar que a dona do mercadinho estava em um bar em Pirangi do Sul, o qual também é proprietária, eles seguiram até o estabelecimento. Ao chegar no local, os policiais visualizaram o momento em que um homem, identificado posteriormente como José Claudiano de Souza Silva, 28 anos, abordou a dona do estabelecimento com uma arma e a levou para o interior do local. 

Após entrarem no bar, os policiais viram três pessoas amarradas e duas rendidas, sendo uma a dona do lugar, quando foram recebidos a tiros por dois homens que estariam assaltando o estabelecimento. Segundo investigações, os criminosos teriam ido ao local cometer o crime após informações de que a dona do bar receberia uma grande quantia em dinheiro. Na troca de tiros com a polícia, um dos criminosos, José Claudiano, foi alvejado e morto, e o seu comparsa fugido pelos fundos do bar.

Policiais encontraram com José Claudiano, cinco celulares roubados, R$ 200,00 reais que pertenciam a uma das vítimas do assalto, e um revólver com munições deflagradas. Nesta quarta-feira (28), policiais da Deicor capturaram Wenio Rodrigues de Melo, sendo ele foragido de Alcaçuz desde o início de 2015, quando teria fugido juntamente a outros 34 presos, além de ter dois mandados de prisão em aberto, sendo um por roubo e outro pela fuga, e 44 anos de condenação por crimes. 

Ele é suspeito de ser um dos criminosos do assalto ao bar, tendo fugido durante a troca de tiros. No momento de sua prisão, Wenio se identificou como Ricardo Adriano de Melo, o qual é seu irmão, tendo usado essa documentação logo após ter fugido do sistema prisional,além de ter sido encontrado com celulares, pen drives e roupas camufladas. Ele foi autuado por uso de documento falso.

Fonte:PC/ASSECOM