Blog do Robson

WTW INTENT CABEADA

Image and video hosting by TinyPic

Compartilhamento:

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Evento musical histórico começa dia 7 de janeiro em Natal e vai durar 13 dias

Natal será a meca musical do mundo a partir do próximo dia 10 de janeiro. A diversidade de culturas e instrumentos presentes na capital potiguar por 13 dias consecutivos não se vê no Brasil há pelo menos uma década. Serão mais de 180 músicos de 29 países dos cinco continentes, em concertos gratuitos por diversos espaços da cidade. Uma oportunidade rara de conhecer o mundo pela via que mais alimenta a alma: a música.

"Serão experiências riquíssimas. O público assistirá gêneros e estilos musicais inusitados. Mesmo nós, músicos experientes, desconhecemos muitos dos instrumentos que serão trazidos para cá. Então realmente serão dias de pura magia, cheias de costumes diferentes, em um intercâmbio cultural único", destaca o coordenador do Glomus 2017, Fábio Presgrave, também coordenador de Relações Internacionais da Escola de Música da UFRN.

A Global Music Network (Glomus) é uma rede internacional fundada por três academias nórdicas de ensino superior em música. Acontece a cada dois anos, de forma itinerante, realizada em associação com outras escolas de música no mundo todo. A UFRN foi a única instituição sulamericana a conquistar espaço junto à Glomus. Isso graças à infraestrutura e à produção musical voltada a projetos sociais desenvolvidos pela Universidade. 

A programação para o público começa dia 11 de janeiro. Mas já a partir do dia 7 Natal recebe 18 alunos e professores da Academia Sibelius de Helsinki, Finlândia, e da Escola Real de Dança da Dinamarca. Eles fincarão residência na ONG Atitude Cooperação, financiada pela Unimed. O intuito é, junto aos alunos da ONG, e também da Oficina de Sonhos e da Orquestra Funffec de Cordas, do município de Luís Gomes, compor uma peça a ser apresentada na abertura da Glomus.

A programação é toda gratuita, seja em locais públicos ou privados, e conta com shows, concertos, jam sessions e oficinas. O concerto de abertura acontecerá dia 11 (uma quarta-feira), às 20h, no Hotel Holiday Inn, próximo ao estádio Arena das Dunas, em Lagoa Nova, com as presenças da Orquestra Sinfônica da UFRN, alunos das ONGs Atitude Cooperação, Oficina de Sonhos, Funffec de Luís Gomes e professores da Glomus.

As apresentações seguem nos dias seguintes no Solar Bela Vista, Auditório da Escola de Música da UFRN, Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, Parque das Dunas, Pinacoteca do Estado, e auditório da Escola de Governo. "Aproveitem cada momento deste evento. Todos vão se surpreender com este banquete sonoro, com formas autênticas de expressão. Países como Mali, China, Gana, países árabes, Tanzânia, Cingapura, e outras dezenas estarão aqui. Imperdível", recomenta Fábio Presgrave. 

O professor, com larga experiência de formação e concertos internacionais, ressalta ainda a oportunidade para músicos. Segundo ele, as melhores escolas do mundo têm na internacionalização um pilar. E algumas das instituições participantes da Glomus alcançam mais de 100 acordos internacionais. "A música é uma das ferramentas mais eficientes para unir nações. Ela estabelece uma ponte entre os povos que as palavras nunca poderiam alcançar", concluiu.
Fonte: Novo Jornal