Blog do Robson

WTW INTENT CABEADA

Image and video hosting by TinyPic

Compartilhamento:

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Hospital Memorial suspende atendimentos pelo SUS por falta de pagamento

Hospital informou pelo seu perfil no Facebook que dívida da Prefeitura do Natal está pendente desde janeiro, já o Governo do Estado do Rio Grande do Norte não efetua os repasses há quatro meses
Por Geraldo Miranda
CIRURGIAS DE ORTOPEDIA PELO SUS SÃO SUSPENSA ATÉ O REPASSE SER REGULARIZADO PELO ESTADO E MUNICÍPIO. (FOTO: FACEBOOK/REPRODUÇÃO)
O atendimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo Rio Grande do Norte foi paralisado pelo Hospital Memorial nesta segunda-feira (17). O motivo da suspensão dos serviços é o atraso nos repasses do pagamento proveniente de contratos firmados com os governos do Estado e do Município.

A informação foi repassada via nota publicada em seu perfil no Facebook, em que “mesmo com o acúmulo da dívida, cujo pagamento precisa ser constantemente cobrado e renegociado pelo Hospital para ser honrado pelos órgãos públicos, o Memorial vinha atendendo normalmente aos pacientes do SUS”.

A dívida atual acumula-se desde janeiro, por parte da Prefeitura do Natal. Já o Governo do Estado do Rio Grande do Norte não efetua os repasses há quatro meses, tornando inviável ao Hospital a continuidade dos atendimentos.

No entanto, as cirurgias dos pacientes que se encontram internados serão realizadas normalmente. Estima-se que mais de mil pessoas aguardam na fila do SUS aqui no RN por cirurgias ortopédicas, devido a acidentes automobilísticos ou domésticos.

A diretoria do hospital divulgou em nota que “lamenta a necessidade de paralisação e reafirma que não é essa a vontade dos profissionais e da administração do Memorial, que têm trabalhado arduamente pela saúde da população do Rio Grande do Norte”.

O Hospital Memorial foi fundado em 1990 e tornou-se referência em Ortopedia e Traumatologia no Rio Grande do Norte, realiza cerca de 600 cirurgias mensalmente em pacientes do SUS.

“Os atendimentos particulares e por meio de planos de saúde não serão afetados pela paralisação”, encerrou a nota.

Fonte: Portal No Ar