Blog do Robson

WTW INTENT CABEADA

Image and video hosting by TinyPic

Compartilhamento:

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Professora potiguar é empossada no Núcleo de Letras e Artes em Lisboa

Professora será homenageada juntamente com seu marido e empossada no Núcleo de Letras e Artes de Lisboa
A professora da rede estadual de ensino, Maria das Dores da Silva, ou Dorinha, como prefere ser chamada, apresenta nesta terça (15), na cidade de Viana do Castelo, em Portugal, o seu conto “O Jumento Brasileiro” que será incluído no livro “Almanaque da Fauna Brasileira para Crianças” durante a Turnê da Associação Internacional de Escritores e Artistas (Literarte). A professora será homenageada juntamente com seu marido, João Maria da Roca e, empossada no Núcleo de Letras e Artes de Lisboa.

Dorinha contou com o apoio da Secretaria de Educação e Cultura do RN, através da Coordenadoria de Desenvolvimento Escolar (Codese), a quem a professora destaca a importância nessa jornada.

“Essa viagem vem coroar a trajetória de uma vida inteira dedicada a um trabalho desenvolvido com muito carinho. Tem sido muito importante o apoio da Secretaria, que patrocinou a viagem e nos deu todo o suporte que precisávamos. Vamos levar para a europa a arte, o sotaque, o nosso jeito de ser nordestino”, destacou Dorinha.

O livro será lançado ainda esse ano e publicado em dois idiomas, o inglês e o português. Ele será direcionado para crianças de até 10 anos que estudem em escolas de língua portuguesa em Londres, na Inglaterra. O lançamento vai acontecer em duas cidades: na própria Londres, onde o evento contará com a participação das crianças para quem o livro é direcionado, e na cidade de Viana do Castelo, em Portugal.

Prêmio

Em novembro de 2017, enquanto recebia o prêmio “Melhores Contistas 2017”, no “Festival de Contos” realizado pela Literarte – Associação Internacional de Escritores e Artistas, Dorinha foi convidada a incluir seu conto “O Jumento Brasileiro”, no livro “Almanaque da Fauna Brasileira para Crianças”. Há 33 anos convivendo em ambientes escolares, a professora Maria das Dores da Silva começou a se aventurar no mundo da literatura desde cedo.

Ainda criança, apaixonou-se pelos livros e hoje, chama a si mesma de contadora de histórias. Responsável pela biblioteca da Escola Estadual Josino Macedo, Dorinha, de 53 anos, escreve contos há mais de 22. E um deles agora a levou para outro continente.
Fonte: Portal no Ar