Blog do Robson

WTW INTENT CABEADA

Image and video hosting by TinyPic

Compartilhamento:

sexta-feira, 17 de março de 2017

Nelson Motta faz cirurgia de emergência na coluna

Jornalista viria a Belo Horizonte na próxima terça-feira (21) para lançar o livro “101 canções que tocaram o Brasil”
Jornalista garante que passa “muito bem, sem dor nenhuma”
 O jornalista Nelson Motta teve de realizar uma cirurgia de emergência na coluna última terça-feira (14/03). Motta não quis detalhar os motivos que o levaram ao hospital, mas assegurou que o procedimento realizado pelo médico Paulo Niemeyer foi bem sucedido. Ele se encontra em recuperação no quarto do hospital, aguardando a liberação dos médicos para voltar à sua casa, mas já planeja nova data para o lançamento. Por telefone, informou que está “muito bem, sem dor nenhuma”. “Devo poder pegar avião daqui a umas duas semanas”, disse.

Devido à operação, o lançamento do livro “101 canções que tocaram o Brasil”, que aconteceria na próxima terça-feira (21/03), na Guaja Casa (Av. Afonso Pena, 2.881, Funcionários) foi cancelado. Motta lamentou ter de esperar mais para vir a BH. “Adoro a cidade, quando vou sempre gosto de chegar uns dias antes para visitar o Inhotim e outras belezas, além dos mineiros que são muito receptivos, em breve estarei com vocês”, avisa.

De acordo com Eloah Horta, responsável pelo lançamento do livro na capital, a expectativa é que o evento seja remarcado para o dia 4 de abril. “É esse o prazo estipulado tanto por Nelson quanto os médicos. Ele está muito empolgado com esse projeto e quer retomá-lo o quanto antes”, conclui.

Livro. “101 canções que tocaram o Brasil” é fruto de uma pesquisa empreendida por Nelson Motta, com o auxílio do jornalista Antônio Carlos Miguel, que busca selecionar músicas de diferentes épocas e gêneros que tiveram algum apelo popular junto às pessoas.

Lançado pela Estação Brasil, novo selo da editora Sextante, o lançamento na capital ocorre dentro do projeto “Academia de Ideias - Um Livro, Minha História”.

A lista é feita de sucessos que vão de “Abre Alas”, lançada por Chiquinha Gonzaga em 1901, até “À Procura da Batida Perfeita”, obra de Marcelo D2 de 2003.

A fim de incluir o maior número de canções possíveis o livro conta ainda com um posfácio, espécie de bônus em que Nelson faz referência a canções que ficaram de fora mas poderiam estar entre as 101 principais.

Letrista de mais de 300 músicas, de que são exemplos “Como uma Onda” (parceria com Lulu Santos) e “Perigosa” (com Rita Lee e Roberto de Carvalho), sucesso das “Frenéticas”, é este o décimo segundo livro da carreira de Nelson, que inclui os títulos “Noites Tropicais”, e “Vale Tudo: o som e a fúria de Tim Maia”.

Fonte: O Tempo