Blog do Robson

WTW INTENT CABEADA

Image and video hosting by TinyPic

Compartilhamento:

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Gustavo Carvalho apela ao TJ que não transfira comarca de Poço Branco para João Câmara

Crédito da Foto: João Gilberto

Procurado por vereadores do município de Poço Branco, o deputado estadual Gustavo Carvalho (PSDB), se pronunciou na sessão desta quarta-feira (09), no plenário da Assembleia Legislativa, sobre a resolução do Conselho Nacional de Justiça, cumprida pelo Tribunal de Justiça, que extinguirá comarcas em municípios que registram menos de 500 processos por ano. Gustavo afirmou que irá procurar o presidente do TJ, desembargador Expedito Ferreira de Souza, para tratar do assunto e tentar impedir a agregação da comarca de Poço Branco pela de João Câmara.

“Faço uma observação sobre os prejuízos com a construção dos prédios que abrigam o Ministério Público e o Tribunal de Justiça em Poço Branco. Com a transferência para João Câmara eles serão fechados? São prédios novos com 1.600 metros quadrados cada um, construídos com dinheiro público”, justificou Gustavo, lembrando que Poço Branco atingiu o limite de processos para continuar como comarca.

“Em 2014 foram 299 processos, em 2015 foram 333, em 2016 foram 300 e agora em 2017, em andamento já são 670”, explicou o parlamentar, que criticou o novo modelo de justiça por entender que causa prejuízos também à população. ”Muitas vezes a pessoa não tem dinheiro nem para tirar uma Xerox, e quando tiver que se dirigir a outro município, muitos poderão ser condenados pela falta de condição de estar presente a uma audiência”, afirmou o deputado.

O discurso de Gustavo foi aparteado pelos deputados Jacó Jácome (PSD), Hermano Morais (PMDB), Cristiane Dantas (PCdoB), Vivaldo Costa (PROS), George Soares (PR) e Souza (PHS), que também vem sendo procurados por aliados do interior na tentativa de evitar o fechamento de comarcas. Jacó e Souza informaram, inclusive, que já estiveram em audiência com o presidente do Tribunal. No caso de Jacó, ele teve a confirmação que a comarca de Cruzeta, por quem ele fez o apelo, não será agregada a outro município.
Assembleia Legislativa do RN