Blog do Robson

Compartilhamento:

segunda-feira, 28 de maio de 2018

‘Brinquedo de luxo’, brasileira Tac Motors lança novo modelo do jipe Stark

TAC anunciou investimento de R$ 150 milhões nos próximos quatro anos para novas versões do jipe
Jipe é o único modelo da empresa e sai por R$ 115 mil
A montadora brasileira TAC Motors, com fábrica em Sobral (CE), lançou na quarta-feira (23/05) a versão renovada do Stark. O jipe é o único modelo da empresa, criada em 2006 para atuar no nicho de veículos com tração nas quatro rodas (4×4) e uso fora de estrada ou off road. Com poucas mudanças, a versão atualizada do Stark, lançado em 2009, chega num momento em que a empresa promove uma reestruturação acionária.

Ela foi fundada por um grupo de fabricantes nacionais de autopeças que atua com conceito produtivo de “alfaiataria” (sob encomenda e com opcionais definidos pelo cliente).”Hoje temos 105 acionistas e queremos promover uma concentração nesse número”, afirma o presidente da TAC, Neimar Braga, sem detalhar metas. A fábrica foi transferida de Santa Catarina para o Ceará em 2013 em razão dos incentivos fiscais oferecidos pelo regime automotivo do Nordeste.

Tem capacidade para produzir 1 mil jipes ao ano, mas opera bem abaixo disso. A previsão para este ano é de produzir 100 unidades. O fábrica tem apenas 30 funcionários e mais 20 serão contratados até dezembro. Segundo Braga, as 100 unidades já estão vendidas, a preços a partir de R$ 115 mil. Em 2017 foram apenas 25 unidades. Ao todo, há 217 Stark rodando pelo país. “O produto é um ‘brinquedo de luxo’ e sofreu muito na crise”, diz Braga. O grupo opera com prejuízo pois seriam necessárias vendas de 400 unidades ao ano para obter equilíbrio financeiro.

Ainda assim, a TAC anunciou investimento de R$ 150 milhões nos próximos quatro anos para novas versões do jipe – provavelmente opções com câmbio automático e flex. Hoje só estão disponíveis versões a diesel com câmbio manual.O mercado de jipes off road vende cerca de 2 mil unidades ao ano e tem opções como Marruá, da Agrale, e Troller, marca nacional adquirida pela Ford. A TAC teve oferta de compra da Zotye em 2015 mas, com a crise, o grupo chinês desistiu do negócio.

Fonte: Época